final da gravidez

Cinco sintomas do final da gravidez, por Dra. Ludmila Andrade, médica obstetra da Angiclin.

A gravidez é um momento único na vida de mulher. Gestar é algo transformador e mágico. Mas o final da gravidez pode trazer alguns desconfortos que deixam as mulheres ansiosas e achando que têm algum problema de saúde. Fique tranquila, pois apesar de incomodarem, esses sintomas fazem parte do final da gestação.

  1. “Sensação de que comi um boi”: os hormônios da gravidez tornam a digestão mais lenta, e o útero aumentado de tamanho desloca os órgãos intra-abdominais e comprime estomago e intestino. Por isso, muitas gestantes têm a sensação de empachamento e saciedade precoce ao se alimentarem. Nesses casos, é necessário fracionar as refeições, preferir alimentos de fácil digestão, evitando gorduras, carne vermelha e alimentos processados.
  2. “Meu quadril está solto”: na gestação, há um relaxamento natural das articulações também provocado pelos hormônios. A sínfise púbica é uma articulação dos ossos do quadril. Devido ao seu relaxamento, há sensação de frouxidão articular local, gerando dor ao sentar, levantar, mudar de posição na cama, e até dificuldade para abrir as pernas para sair do carro. Controlar o ganho de peso e praticar atividade física regularmente podem reduzir esse desconforto.
  3. curso-cuidados-na-maternidade-gravidez-gestação“Minhas mãos estão formigando”: o edema da gravidez pode acometer algumas gestantes. Apesar de não ser tão aparente em algumas, é ele o principal causador de anéis e sapatos apertados. Esse edema pode comprimir nervos dos membros superiores dando a sensação de formigamento nas mãos, principalmente nos dedos mínimos, anelares e médios. Algumas gestantes também se queixam de dor nas mãos, limitação do seu movimento e perda de sensibilidade da ponta dos dedos. Alimentação saudável, prática de atividade física e drenagem linfática podem aliviar esses sintomas.
  4. “Faço xixi toda hora”: mais uma vez, o aumento do volume uterino é o principal culpado desse sintoma. A bexiga já não consegue expandir como antes. Com pequenas quantidades de urina, a paciente já tem a sensação de bexiga cheia, tendo que ir varias vezes ao banheiro. Além disso, a taxa de filtração do sangue também é maior. Ou seja, produz-se mais urina para um reservatório que está bem apertado. Então, o xixi é livre. Para esse sintoma, não há tratamento, até porque é importante beber bastante água na gestação.
  5. “Já não sei o que é dormir, mas sinto sono o dia todo”: aqui, vários fatores podem influenciar. Acorda-se várias vezes a noite para urinar, a barriga já causa desconforto para dormir devido ao peso, há uma maior percepção da movimentação do bebê e a ansiedade causa insônia. Tudo isso faz com que o último mês de gestação parecer ter 10 anos. O movimento do bebê deveria ser um sonífero para a futura mamãe, pois significa que esta tudo bem com ele, obrigada. Quanto ao o xixi, não há jeito há dar. Porém, a ansiedade deve ser tratada desde o inicio da gestação com muito estudo e um pré-natal bem feito. Técnicas de relaxamento e meditação são igualmente importantes.

LudmilaAndradeDra. Ludmila Andrade
Médica Obstetra – CRM: 19674 | TEGO: 2412011
Angiclin
www.angiclin.com.br

.

.

Cinco sintomas do final da gravidez que te pegam de surpresa
Anuncie | Política de Privacidade | Contato

©2018 Mundo de Mãe. Todos os direitos reservados.